some image

Notícias e Curiosidades

Após ataque nos EUA, governo libera R$ 47 mi para segurança em eventos de 2013

Blog
featured image

No dia seguinte ao atentado que deixou pelo menos três mortos e 170 feridos durante a Maratona de Boston, nos Estados Unidos, a Secretaria Extraordinária de Segurança para Grande Eventos do governo federal assinou a liberação R$ 47.369.347 para a PF (Polícia Federal) custear a realização de operações de segurança durante os chamados “grandes eventos” que o Brasil vai receber em 2013 a partir de 15 de junho: Copa das Confederações, Jornada Mundial da Juventude e o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014.

A liberação do dinheiro foi decidida na terça-feira (16). O atentado na maratona em Boston foi na tarde de segunda-feira (15). O extrato de termo de cooperação entre a secretaria e a PF, ambos subordinados ao Ministério da Justiça, foi publicado no Diário Oficial da União na quarta-feira (17).

Na terça-feira, um dia após a tragédia, o governo já havia publicado uma medida em relação aos preparativos da segurança nos mundiais da Fifa (Federação Internacional de Futebol). A Coordenação-Geral de Controle de Segurança Privada da Polícia Federal publicou a portaria 30.633, que homologa o “Curso de Instrutor de Segurança em Grandes Eventos”, para formar instrutores de cursos para os vigilantes de empresas privadas que serão contratados para atuar nos grandes eventos.

A exigência de curso específico para trabalhar como segurança neste tipo de evento foi anunciada pela PF, que regulamenta o setor de segurança privada no Brasil, em novembro do ano passado. Apesar disso, até quarta-feira não estava homologado o currículo nem dos professores que irão instruir os vigilantes no curso preparatório para grandes eventos.
A portaria é do dia 10 de abril, mas só entrou em vigor após a publicação no Diário Oficial da União. Na prática, a qualificação específica dos trabalhadores da segurança privada que atuarão na Copa das Confederações e da Copa de 2014 só começa esta semana.

‘Nenhuma relação’

A Secretaria Extraordinária de Segurança para Grande Eventos afirma, por meio de sua assessoria de imprensa, que não há nenhuma relação entre a assinatura do termo de cooperação com a PF e das publicações no Diário Oficial da União com o atentado nos Estados Unidos. De acordo com o órgão, a oficialização de medidas de segurança, já previstas anteriormente, não foi apressada por conta do ato de terrorismo em um grande evento esportivo norte-americano nesta semana.

A secretaria diz que a publicação de medidas de que visam ajudar a garantir a segurança nos grandes eventos deste ano nos dias subsequentes ao ataque é uma coincidência, e que já estava tudo agendado. O orçamento total para ações de segurança pública na Copa das Confederações e no Mundial de 2014 é de R$ 1,8 bilhão.

A verba liberada esta semana estaria incluída dentro deste orçamento. A assessoria de imprensa não soube informar quanto deste orçamento já foi efetivamente investido.

Colaboração

A embaixadora permanente dos Estados Unidos na ONU (Organização das Nações Unidas), Susan Rice, afirmou na tarde de quarta-feira que os EUA irão colaborar com o Brasil na segurança dos grandes eventos. “Queremos partilhar o que aprendemos nestas grandes tragédias e ajudar o Brasil a garantir a segurança de todos nestes eventos de nível mundial”, afirmou Rice em entrevista coletiva ao lado do ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, em Brasília. A embaixadora, membro gabinete do presidente Barack Obama, destacou a importância da rapidez na resposta do governo e atendimento às vítimas logo após o atentado na Maratona de Boston, na segunda-feira (15), quando duas bombas explodiram deixando três mortos e centenas de feridos.

A diplomata afirmou que ter um plano de socorro bem estruturado é necessário. “A rapidez no socorro médico prestado às vítimas foi fundamental para minimizar o sofrimento de todos”, disse ela, que agradeceu a solidariedade dos brasileiros após o atentado e afirmou que os EUA devem partilhar conhecimento neste tipo de emergência.

Na terça-feira, Patriota havia declarado que o Brasil está preparado para lidar com eventuais ameaças e atentados terroristas durante os grandes eventos e que realiza preparativos para este tipo de situção. “Temos confiança de que serão providências que garantirão a segurança dos eventos e também acho muito importante acompanhar agora a apuração para sabemos exatamente qual foi a natureza e a motivação por trás desse ato hediondo”.

Escreva sua opinião